Assuntos do momento

Cenários de filmes na França que você precisa visitar!

Cenários de filmes na França que você precisa visitar!

Quem nunca quis visitar cenários de filmes na França? Se você nunca quis é porque provavelmente pouco conhece da França. Ou de filmes.

Filmes, ao contrário do que alguns podem pensar, também são arte. Sendo eles sobre o cotidiano ou algo fictício, os filmes tem a capacidade de nos levar para lugares inimagináveis – e até mesmo de nos fazer encarar questões pertinentes que tínhamos medo de enfrentar. E essa é a grandiosidade deles que, como toda arte, nos faz pensar, questionar e agir.

Cinema

A França é um país que respira e inspira a arte. A cada lugar que passeamos, temos contato com essa diversidade e muitos desses lugares, serviram de cenário para filmes que marcaram época.

Desde que o cinema foi inventado, em 1895 pelos irmãos Lumiére, a cidade luz estreou em incontáveis dramaturgias. Cinéfilos do mundo todo assistiram as grandes produções que deixaram a vontade de explorar o solo francês e conhecer além dos roteiros turísticos.

Pensando nisso, resolvi separar alguns cenários de filmes para se visitar na França. Alguns de filmes, de fato, franceses enquanto outros são de filmes que fizeram sucesso e aproveitaram a boa imagem francesa.

Mas preste muita atenção antes de terminar de ler este artigo! Existem grandes chances de você se apaixonar por esses cenários ou inspirações. Portanto, caso sinta uma imensa paixão e vontade de visitá-los, leia o texto até o final. Está pronto? On y va !

Mia e Sebastian em frente ao rio Sena (Copyright SND)

LA LA LAND: CANTANDO AS ESTAÇÕES (2015)

O underground bar de jazz aparece em La La Land no Quartier Latin. Le Caveau de la Huchette (5, Rue de la Huchette) aparece muito rapidamente no filme, mas a popularidade aumentou bastante desde o sucesso nas telas.

Antigamente, o porão do século XVI transformado em clube de jazz (1949), já havia inspirado a criação da The Cavern Club na Liverpool de 1957.

Outro detalhe interessante são algumas cenas do filme que, embora não sejam gravadas na França, retrataram lugares franceses. Como, por exemplo, a cena em que Mia e Sebastian andam de mãos dadas numa Paris a noite, perto do rio Sena (en français, La Seine) – e nessa cena, vemos uma clara referência ao cineasta Albert Lamorisse.

Ponte Bir-hakeim

INCEPTION (2010) 

Leonardo Di Caprio, Elliot Page e Joseph Gordon-Levitt estiveram em Bir-Hakeim para rodar Inception em 2010. A ponte, é uma homenagem de comemoração da batalha da Segunda Guerra Mundial, de mesmo nome. Bir-Hakeim também é o nome da estação de metrô servindo a linha 6 no 15º arrondissement e fica ao lado da Torre Eiffel.

Cenários de filmes na França
Tour d’Argent (créditos: toi toi mon toit)

RATATOUILLE (2007)

O desenho retrata fielmente alguns locais da cidade: o histórico La Tour d’Argent, o premiadíssimo Michelin do 15, Quai de la Tournelle, que serviu de inspiração para o fictício Gusteau’s

O prato mais famoso ainda é o pato, em várias versões (Canard à la presse, Caneton à la presse, Caneton Tour d’Argent entre outros). O lugar acabou imortalizado nos livros de Hemingway e Marcel Proust. A sala principal tem uma vista maravilhosa da Notre-Dame e do rio Sena

Se você estiver com crianças, pode também conhecer a loja do Monsieur Aurouze & Co, no número 8, Rue des Halles. Os ratos empalhados estão na vitrine desde 1925, que também aparecem no desenho. 

O FABULOSO DESTINO DE AMÉLIE POULAIN (2001)

É claro que não poderia deixar de abordar este filme! São muitas as locações do filme em Montmartre. O 18º arrondissement é um bairro altamente turístico e Amélie trabalhava em um pequeno café no filme (Les Deux Moulins, 15 Rue Lepic). O toldo e a fachada ainda continuam iguais, embora sem a tabacaria. O local é simples e não tem nada de extravagante.

A Basílica do Sacre-Coeur, também destaque no filme, é um ponto turístico importante, mas o detalhe fica por conta do charmoso carrossel da praça. E se você quiser conhecer o café Les Deux Moulins, é fácil e bem acessível. Tente reservar ou passar por lá em dia de semana. 

Léa Seydoux e Christoph Waltz (Copyright Universal Pictures International France)

BASTARDOS INGLÓRIOS (2009)

Ainda no 18º arrondissement, o bistrô La Renaissance (112, Rue Championnet), foi escolhido a dedo por Quentin Tarantino para rodar a única cena filmada em Paris no original Inglourious Bastards.

O restaurante é o local onde Mélanie Laurent descobre que Daniel Brühl é o herói de um filme de propaganda nazista. Tarantino escolheu o restaurante Art Deco depois de vê-lo em “The Blood of Others” de Claude Chabrol. Mais de dez longas foram filmados no local.

Outro fato interessante foi a escolha de Tarantino pela bela atriz francesa Léa Seydoux –  que na época, estava fazendo diversos filmes hollywoodianos.

Cenários de filmes na França

O CÓDIGO DA VINCI (2006)

A igreja de Saint Sulpice tornou-se concorridíssima desde que a versão cinematográfica do Código Da Vinci, best-seller de Dan Drown, chegou nas telas 12 anos atrás.

COCO, ANTES DE CHANEL (2009)

O filme francês que conta a estória da orfã Gabrielle Chanel, além de inspirador, acaba mostrando alguns pontos icônicos da cidade como o Théâtre du Châtelet, mas também Le Grand Véfour, o famoso restaurante todo trabalhado no estilo Art Nouveau. Em 1918, a Mademoiselle comprou o prédio todo, no número 31.

Dentro da loja, uma escada alinhada com espelhos leva ao antigo apartamento onde Coco morava, no segundo andar. O terceiro andar ainda abriga o estúdio oficial da marca, onde Karl Lagerfeld trabalha até hoje.

A última cena do filme foi gravada nesse endereço da Cambon: Audrey Tautou aparece sentada no topo da escadaria, como Coco Chanel costumava fazer em seus desfiles. 

Cenários de filmes na França
Cena de divulgação do filme Meia Noite em Paris

MEIA NOITE EM PARIS (2011)

O filme de Woody Allen mostra o mercado das pulgas de Saint Ouen, no momento em que o protagonista encontra uma parisiense ouvindo música.

Instalado no Norte da cidade desde o final do século XIX, é frequentado basicamente por locais. Já a ponte Alexandre III, se passa a última cena do filme. 

Andy passando pela fonte Place de Concorde (Copyright D.R.)

O DIABO VESTE PRADA (2006)

Andy vai à Paris para assistir a fashion week e acaba jogando seu celular em uma fonte. A Place de la Concorde abriga as duas mais belas fontes da cidade. 

Projetadas por Jacques Ignace Hittorff em 1840 durante o reinado do rei Louis-Philippe, a fonte Sul comemora o comércio marítimo e a indústria, e a fonte Norte comemora a navegação e o comércio nos rios da França.

Antes do por do sol (Copyright D.R.)

ANTES DO PÔR DO SOL (2004)

O filme Before Sunset, mostra Jesse (Ethan Hawke) publicando seu livro na Shakespeare and Company (37, rue de la Bucherie) entre le Petit Pont e Pont au Double (metrô: St Michel).

A livraria surge novamente em outro romance parisiense, Meia Noite em Paris (2011) de Woody Allen. Em outra cena de “Before Sunset“, os protagonistas aparecem se dirigindo ao Le Pure Café, 14 rue Jean Macé (metrô: Charonne) onde, enquanto conversam, descobrem que estiveram em Nova York ao mesmo tempo.

Cenários de filmes na França
Emily em Paris (Cr. CAROLE BETHUEL/NETFLIX © 2020)

Emily em Paris (2020)

Assim como não poderia faltar O Fabuloso Destino de Amélie Poulain, não poderia deixar de mencionar a série americana que ganhou o coração de todos! Emily em Paris é uma série original da Netflix e sendo filmada na capital francesa no ano passado. e mostra diferentes locais de charmosos de Paris.

Lugares como o Palais Garnier, o Café de Floreque Emily sempre visita – e Place de L’Estrapade deixam a série ainda melhor. Além disso, são pontos que você com certeza vai querer visitar quando for para Paris!

Se você ao fim deste artigo ficou com vontade de conhecer e visitar estes lugares, saiba que é completamente possível de acontecer! Mas primeiro você deve se focar no principal ponto para que isto aconteça: você precisa ativar o francês.

“Mas o que exatamente é ativar o francês, Elisa?”

Ativar o francês é algo que irá facilitar o seu aprendizado na língua francesa. Mesmo que você nem tenha começado ainda! E sabe como? Não?! Bem, eu vou te explicar melhor.

Ativar o francês

Pode parecer sutil a diferença, mas é ela quem vai, literalmente, mudar a sua maneira de falar e compreender francês.

Geralmente as pessoas que apenas aprendem francês acreditam que basta um professor contar ou explicar algo sobre a língua francesa e logo tudo ficará extremamente compreensível. A pessoa sairá falando e entendendo o francês sem a menor dificuldade. E esse é um grande erro. Você sabe o porquê?

Porque isso não é o suficiente para estudar, assimilar um novo idioma. É preciso mais. E é exatamente neste ponto que entra a ativação do francês. A pessoa que ativa o francês sabe que precisa fazer alguma coisa com a informação que foi dada.

“Mas como eu posso fazer isso, Elisa?”

Primeiramente, para ativar o francês é necessário que tenha um bom método por trás do seu aprendizado.

Eu já fiz um texto sobre os principais pontos para aprender francês comentando sobre ser necessário ter uma boa metodologia, e volto a dizer a mesma coisa: vá atrás de um método eficiente. Existem diversas formas de estudar francês, sendo presencialmente, professor particular ou on-line. Agora, basta a você tomar a decisão certa. E qual seria ela? Bem, te convido a descobrir um pouco mais sobre o universo on-line através desta pergunta: aprender francês on-line vale a pena?

Outros cenários franceses…?

É claro que existem outros cenários franceses em outros filmes incríveis, mas eu não conseguiria colocar todos neste texto, não é mesmo? Por isso, vou pedir que quem conhecer outros cenários deixe o nome do filme e do lugar nos comentários. Agora, sendo séria com vocês: quais desses filmes você assistiu? E os cenários que conheceu ou pretende visitar na França? Escreva em francês aqui nos comentários. Se gostou do texto, compartilhe com os amigos, colegas, vizinhos!

Quer ir além no aprendizado?

Me siga no Instagram e YouTube para ficar por dentro de vários conteúdos incríveis sobre a língua, cultura e literatura francesa!

À la prochaine,

Elisa.

Bisous!

Participe do nosso grupo no Telegram!